Destaques

THE CATEGORY IS... | MELHORES FILMES DE 2019

Por Bárbara Herdy •
sábado, 28 de dezembro de 2019

Hey, Mates! Tudo bem? Chegou aquela momento do ano que a gente pega tudo que assistiu e colocar na famigerada listinha de melhores e piores usos do seu tempo no ano, também conhecido como MELHORES FILMES de 2019!
Separei TRÊS filmes que mexeram muito com meu imaginário e não só valem seu tempo precioso, mas também serem enaltecidos pela minha pessoa super importante no mundo (no MEU mundo, of course).

Vamos começar!


MIDSOMMAR (2019)

                                  

DIR. Ari Aster
10/10

Depois de HEREDITÁRIO (outro filmão!) as produções de Ari Aster ganhou notoriedade e era de se esperar que seu próximo filme ganharia a atenção do público que, esperava um filme a altura de seu antecessor - bem semelhante com a situação de Jordan Peele com Corra! e Nós.

Aqui, Midsommar quebra as expectativas. O público se encontrou dividido com essa película, muito por quem esperava algo sombrio e perturbador oriundo de Hereditário encontra nesse filme um suspense psicológico cheio de referências mitológicas. Se o primeiro filme te faz pensar e sentir, Midsommar te faz entender e concordar.

Para mim a grande sacada de Midsommar é a protagonista. Dani (pela incrível Florence Pugh) está passando por um momento complicado em sua vida e ela não tem nenhum apoio do seu namorado e amigos - que vale dizer que NÃO PRESTAM nenhum centavo. Ela tenta naturalizar o que aconteceu e seguir com a vida. Você acompanha a personagem através dessa busca de curar-se de um luto (e muitos outros dentro da psique da personagem) e se encontrar nessa nova realidade, se sentindo uma intrusa no grupo de seus amigos e, de um modo inesperado, parte daquele lugar novo e desconhecido. É quem nos guia para conhecer a realidade dessa região remota na Suécia, seus costumes, sua história. Do horror a admiração, pouco a pouco somos emergidos em sua psique e as suas escolhas, se antes eram questionáveis sob a nossa ótica, acabam por ser apreciáveis e compreensíveis.

Midsommar é um filme que, para mim, narra a solidão e silêncio feminino, imposto, por um ambiente (no caso de Dani) majoritariamente masculino que oprime a sua dor, os seus  pensamentos e as suas escolhas. É também sobre encontrar um lar, uma família seja ela de sangue ou de sua escolha. 



READY OR NOT (2019)


DIR.  Matt Bettinelli-Olpin, Tyler Gillett
10/10


O dia do casamento é o sonho de qualquer casal apaixonado, e também, desperta os maiores medos de qualquer pessoa sã. Ter que lidar com familiares e amigos da sua família já te causa arrepios no natal, magina lidar com família do seu parceiro/a no seu casamento? Não foi diferente para a nossa protagonista Grace (interpretada pela maravilhosa Samara Weaving) que não tem dúvidas dos seus sentimentos por Alex, mas teme o preconceito da família do rapaz da imponente família LeDomas, uma das mais ricas do país e dona de uma empresa de brinquedos. Poderia ser o mote de um filme dramático, certo? Sim, mas coloque na mistura um jogo escolhido por uma entidade, se o novo LeDomas ganhar, pode entrar na família, se não... well...

Grace passa por maus bocados como toda protagonista de um slasher, mas tem um enorme diferencial em Ready Or Not que torna esse filme uma raridade entre os filmes do seu gênero: a comédia de verossimilhança. E quando digo comédia não são piadas escrachadas facilmente confundidas com o humor de uma parodia. É comédia com toda a situação vivida pelos personagens, piadas, reações a situações, ações inescrupulosas que acabam sucedendo em algo hilário. Tudo é leve e caí como uma luva na trama que tinha tudo para ser tensa e sufocante. Não tenho problemas com filmes assim, mas entenda que Ready or Not veio com um tom diferente que foi muito bem vindo por mim. Além de que, nós temos personagens  distintos com tramas paralelas e as suas escolhas afetam diretamente Grace. Os personagens tem carisma ilimitado e eu aplaudo os atores que se jogaram na atuação e acreditaram na narrativa e nos personagens. É o tipo de filme que você despretensiosamente e saí fã do estilo. Vale cada segundo!


BACURAU (2019)


DIR. Kleber Mendonça FilhoJuliano Dornelles

2000000/10




Uma lista de melhores filmes do ano sem BACURAU significa que você não assistiu ao filme. Ui, pesei a mão, né? Vamos falar bem sério aqui: enaltecemos filmes internacionais de grandes e pequenas produtoras a torto e direito e deixamos escapar filmes nacionais entre nossos dedos. Por conta de desconhecimento, pouca distribuição nos cinemas e o famigerado desinteresse por produto nacional. A gente deixa passar tanta coisa boa. Esse ano mesmo eu assisti vários filmes nacionais, como Morto não fala e Como nossos pais;  esses filmes são excelentes, do roteiro até as atuações. Sem necessidade de comparar nossos filmes com americanos, noruegueses, chilenos e etc. São bons e ponto. O que torna um filme bom não é SÓ a produção, mas tudo que há por trás da construção de uma película.

Bacurau veio como um sopro no gênero de terror e suspense nacional. Ele vai além de tramas pré moldadas e sangue pingando na tela. Tem um roteiro diferenciado, um trabalho de direção particular e eficaz em um cenário pequeno e claustrofóbico, com um elenco grande de diferentes tipos de atuação que entregam seus personagens com naturalidade. O filme tem uma fotografia simples, mas que conversa com a narrativa, como a trilha sonora. A trama tem uma mitologia própria e cria-se um mistério em torno de alguns personagens que casam com a dinâmica da narrativa. Tudo tem um motivo. Todos os personagens apresentados na trama tem um papel fundamental no desenrolar da narrativa. Tudo aqui É SPOILER. Nada de contar nadinha desse filme para alguém que a experiência vai por água baixo TOTAL. É um filme que te dá muito (horror, drama, suspense, mistério, ação) e te deixa exausto. Exausto de assistir mesmices e mais do mesmo.

Por mais Bacuraus.


E aí, quais foram os seus filmes favoritos de 2019? Deixa nos comentários!

Um grande beijo da Bárbara Herdy ♥

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

© Hey, Mates! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in