Destaques

A DESCONSTRUÇÃO DE DAENERYS TARGARYEN e o caos reinando em Game of Thrones.

Por Bárbara Herdy •
segunda-feira, 13 de maio de 2019





VAMOS falar do dragão na sala? SIM, Daenerys Targaryen seguiu os temíveis passos de seu papi. Só que até que ponto essa atual abordagem faz jus ao desenvolvimento da personagem nesses anos de série? Pouquíssimo.

Nós acompanhamos a quebradora de correntes ultrapassar cada obstáculo com graça, sabedoria e estrategia. Para uma rainha sem os meios rebuscados dos seus inimigos, ela impressionava por ter um olhar bondoso perante ao próximo, além de ser justa horrores. Tanto que a sua trajetória é um dos pontos que leva Varys e Tyrion a ajoelharem para ela. Ela não tinha só três dragões e um puta exército, ela tinha construído um império a partir do nada. Além disso, ela era determinada em seu propósito. Ela governaria diferente dos seus inimigos. Ela não seria a rainha das cinzas, ela não teria um povo domado pelo medo, ela não seria como o pai. 



É mais do que natural que a trama a colocasse em situações onde seu caráter fosse moldado e até questionado. A sua frieza em algumas situações demonstrou por muitas vezes que ela estava percorrendo uma estrada que a levaria uma bifurcação onde ela manteria o seu caráter intacto perante os obstáculos ou mudaria e se tornaria alguém que ela não desejava. Até aí, eu acredito que assistiríamos o desenvolvimento muito interessante. O nascimento, auge e queda de uma rainha que seria a voz que o povo buscava e acabou corrompendo-se pelo poder e a ganancia. O PROBLEMA DISSO ESTÁ NA EXECUÇÃO.

Esse tipo de transformação não pode acontecer de um episódio a outro, ouso dizer dependendo do desenvolvimento nem de uma temporada a outra, mas gradativamente. Isso não se mostra nas duas últimas temporadas. Se tem uma situação ou outra de "descontrole" não dá para relacionar. Isso não tem nada a ver com gostar ou não de uma personagem, mas de estrutura de roteiro e construção de personagem. Você não pode apresentar alguém como justo, para no episódio seguinte ele ser egoísta e cometer uma injustiça deliberadamente. Precisa de um motivo (precisa de um desenvolvimento).

Como última temporada nós sabemos que não há tempo para desenvolver nada. O que está feito é decisivo. No entanto, acompanhamos o desenvolvimento de várias narrativas desnecessárias para puro prazer de fã (Joenerys, Brienne e Jaime, Tormund aleatório.). Não é um problema. Se torna um quando não agrega nada na história.



Depois de The Bells vemos que Brienne e Jaime não precisavam ter acontecido. Não mudou em NADA para o Jaime ter se entregado a essa "paixão". Quem dirá como isso afetará Brienne? Os momentos aleatórios de Tormund para ser engraçado teria sido mais interessantes se no final das contas Brienne ficasse com ele, sem ter essa linha, foi tão aleatório quanto o copo de café esquecido na cena da festa. 



Joenerys que poderia ter causado uma puta transformação na narração é insosso, sem graça, capengam, sosso, sem expressão e química. O tal amor que eles dizem sentir um pelo outro é tão intenso quanto uma xícara de café que tem mais água que pó. De novo, na narrativa, o que eles agregaram ao caráter um do outro? NADA? Essa união foi útil APENAS para destronar o Rei da Noite tirando isso não agrega na personalidade nem em quem eles são hoje, nesse momento decisivo da reta final. Se pegassem todos esses momentos desnecessários e acrescentassem uma colher de comprometimento poderíamos ter assistido narrativas com mais vida e poder. 



Imagine se Jaime tivesse ido até Cersei para matá-la e acabar com tudo isso? Se Brienne tivesse sido a pessoa a despertar o antigo Jaime que se importava com o povo e não alguém que foi só um bibelô sexual? E se Joenerys tivesse tido uma troca intelectual e uma confiança entre dois líderes em vez de um amor que dizem ser ENORME? O roteiro está um caos. The Bells foi um terror. Você percebe os atores tentando se virar em cena, mas até eles não parecem acreditar no que eles estão fazendo ali. A morte de Jaime e Cersei é um fiasco.



Eles morreram como um casal apaixonado quando ela era um monstro e ele foi um pau mandado sem personalidade. Euron que era um insano morreu com o ego maior do que a cabeça dele. De novo uma morte sem viés algum. Antes tivesse morrido afogado. Seria poético. Arya largando Gendry para ir cumprir a vingança dela. Chegando lá e dando para trás depois do Sandor falar para ela voltar e deixar isso para lá É TÃO ESCROTO, TÃO DESCARACTERIZADO. Assisti-la no meio daquele caos foi uma das cenas mais sem sentidos ever mesmo que uma das poucas bem executadas no episódio.


Além disso, WHAT ABOUT THE NORF? Nem uma cena mostrando o lugar? E a Yara com a frota dela? Afundaram? Congelaram em algum cenário que o inverno de fato chegou? Sabe, demoraram dois anos para dar um desfecho digno e era melhor ter feito nas coxas mesmo.

Para mim parece mesmo que eles demoraram para filmar por motivo contratual dos atores e descaso, falta de comprometimento com o fã (já que ele vai consumir mesmo por ser ultima temporada) e ganância (vai lucrar mesmo sendo uma merda).

Até lá, D&D:



Veremos o fim dessa novela no próximo domingo.

Um beijão de Bárbara Herdy. 

Comentários via Facebook

1 comentários:

  1. Um cu, uma merda, uma bostíssima autêntica, um descaso, desrespeito total com os fãs, a história, personagens, atores e toda a equipe por trás da série, tirando os idiotas que escreveram, aprovaram e acharam que estava tudo bem.
    A série desandou depois que o G.R.R.M. deixou de estar por trás da coordenação criativa. Simples quanto isso. Ele deve estar morrendo de vergonha e até gostaria de ver qual a posição dele e opinião em relação a essa última temporada.
    Enfim. Meu eu de 5 anos faria um melhor trabalho.

    ResponderExcluir

Publicidade

iunique studio criativo

Instagram

© Hey, Mates! – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in