' Ms Book Worm #7 | O Nome da Estrela - Hey, Mates!

terça-feira, 21 de agosto de 2018

Ms Book Worm #7 | O Nome da Estrela

HEY, MATES!
Tudo bem com vocês?

Trago aqui uma resenha de um livro que me cativou no inicio desse ano e eu preciso falar sobre ele com vocês




                           
TÍTULO: O Nome da Estrela
SÉRIE: Sombras de Londres
AUTORA: Maureen Johnson
TRADUTORA: Larissa Silva
EDITORA: Rocco
PÁGINAS: 395
ANO: 2015
COMPRE NA AMAZON: https://amzn.to/2OOiOQM



SINOPSE: No mesmo dia em que o primeiro de uma série de assassinatos brutais acontece em Londres, a norte-americana Rory Deveaux chega à cidade para começar uma nova vida em um colégio interno. Os crimes hediondos parecem imitar as atrocidades de Jack, o Estripador, praticadas há mais de um século. Logo a febre do Estripador toma conta das ruas de Londres, e a polícia fica desconcertada com as poucas pistas e a ausência de testemunhas. Exceto uma. Rory viu o principal suspeito no terreno da escola. Mas ela é a única pessoa que o viu – a única que consegue vê-lo. E agora, Rory se tornou seu próximo alvo. Neste thriller envolvente, cheio de suspense e romance, Rory descobre a verdade sobre suas novas e chocantes habilidades e os segredos das Sombras de Londres.
       


A trama inicia com os pais de Rory indo trabalhar em uma faculdade de Bristol, o que leva Rory, a protagonista a ter que estudar em um colégio interno, em Londres. Ela chega a cidade no dia que um assassino recria o primeiro assassinato de Jack, o Estripador. A cidade é tomada por repórteres de todo o país (e o mundo) que transformam o assassinato numa espécie de reality show e a vida dos Londrinos corre risco constantes já que os policiais estão longe de conseguir chegar no culpado e cabe a Rory a desvendar quem está por trás de tais crimes e porque ela se encontra de certo modo, atraída a essa bagunça.

Eu tenho algumas coisas para falar sobre o livro ♥
 

Tudo começou quando eu estava buscando livros no gênero do terror com um toque juvenil e eu não tinha ideia por onde começar e os meus amiguinhos lindos me indicaram esse livro (Obrigada, Robson e Henri!). Gostei da sinopse e adquiri, não demorando muito para ler. Eu só não esperava que seria uma leitura tão prazerosa que me levasse a devorar o livro em poucos dias.

Rory é uma protagonista carismática, bem humorada e inteligente. O livro é o primeiro volume de uma trilogia, mas por muitos momentos, eu senti que estava lendo três livros em um, pois a protagonista cresce tremendamente ao longo da trama. Chega a ser até desnorteante comparar quem ela era no inicio e aonde ela chega - eu não esperava acompanhar esse crescimento a ponto de admirá-la.

Jazza, Jerome e Bu são personagens secundários que completaram Rory naquilo que ela pecava. O que Jazz tinha de certinha e nerd, Rory tinha de livre e desinteressada. Jerome era empolgado e fascinado pelos assassinatos, por outro lado, Rory não demonstrava toda essa empolgação com o assassinato. Com exceção de Bu que chega a trama cercada de mistérios e desconfianças, como Rory, ela também é a garota nova no pedaço, mas diferente da jovem, tem algo de atípico nela. Como a protagonista, ela é uma personagem que transforma-se ao longo da trama e ao final, notamos o seu crescimento e não nego: eu me peguei até gostando mais dela no fim da trama do que esperaria. Eu também gostei MUITO do Stephen (rolando até um crush por ele, talvez?) mas, diferente dos outros personagens, ele só ganha destaque ao fim da trama e ao que tudo indica, após as revelações no penúltimo ato do livro, eu acredito que a autora deve explorar melhor o personagem na próxima trama.

A trama carrega para mim o único ponto negativo do livro. Vou explicar. O enredo é interessante, cativante e a escrita da autora é deliciosa e te leva a querer chegar ao fim da trama para conseguir conectar as peças restantes da narrativa para compreender a trama sombria por trás do assassinato. Mas, se o livro é vendido como um terror juvenil, ao longo da leitura se percebe que a autora apenas flerta com o terror, muitas das vezes quebrando momentos soturnos com comedia ou para utilizar como um cliffhanger para o próximo capítulo. Para mim, isso ficou pendendo como algo negativo, pois eu queria que a autora tivesse se atirado no terror juvenil de cara e flertasse com a comedia para trazer a leveza que eu acredito que ela queria ter na trama. Por outro lado, esse meu incomodo não atrapalhou para mim a leitura.

A escrita da autora é deliciosa. Bem humorado, descritivo e bem planejado. Fiquei curiosa para ler outros trabalhos da autora (aceito indicações!), como também, continuar essa trilogia, pois o final me deixou roendo as unhas para saber o que diabos vai acontecer agora com a nossa Rory.

Quanto o trabalho da editora com a capa e diagramação, não posso esconder a capa me agrada, mas também me deixa meio nhé. Veja pelo meu ponto de vista: é um romance juvenil, mas a capa me passa uma impressão de que a história está mais para um público um pouquinho mais velho. Eu teria optado por uma capa que brincasse com a sutileza do juvenil e manteria a rua sombria de Londres. Mas, ignorando o público da trama, a capa é atraente. Eu olharia duas vezes. A diagramação é uma graça e combina com alguns traços da capa.

Eu adorei esse livro. Tem um enredo cativante, a mitologia criada pela autora é bacana e verossímil, os personagens são carismáticos e tem um final de deixar qualquer um subindo pelas paredes. Estou curiosa com a continuação e pretendo ler em breve.

Recomendo para os adoradores de terror com uma pegada de suspense sobrenatural.

Um beijão! ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário