' Aleatoriedades e um café, por favor | Esperar pela Esperança - Hey, Mates!

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

Aleatoriedades e um café, por favor | Esperar pela Esperança





Engraçado como a vida tem dessas.

Escutamos que precisamos ter esperança de um dia melhor, após vivermos um dia terrível. Não é todo dia que tudo dá errado e questionamos se estamos no caminho certo – seja ele qual for. Na televisão dizem que precisamos ter esperanças de um futuro melhor para nós, nossos filhos e netos mesmo que o mundo esteja lentamente despedaçando em conflitos envolvendo ego e poder. Estamos vivendo sob essa constante espera de algo que desejamos em um futuro que não sabemos quando vai acontecer. Esperamos tanto por algo que chegamos a um ponto que não sabemos mais pelo que estamos a esperar.

Por um sonho se realizar? Por aquele emprego dos sonhos? Por uma vida melhor? Esperar por algo melhor do que o que vivemos aqui?

A esperança soa como um artifício. Todos precisam dela. Ela é uma força da natureza que nos mantém caminhando quando os obstáculos se mostram muitos adiante de nós e nossas pernas não suportam mais saltá-los.

E quando nós não sabemos que precisamos dela para continuar? Vivemos em um mundo no imediatismo. É comum deixarmos passar coisas que são tão importantes por acreditarmos que não temos tempo para ela.

Qual foi a última vez que você apreciou o seu café da manhã? Sentou na sala para passar um tempo com a sua família sem pensar que naquele tempo você poderia estar adiantando um trabalho? Foi dormir sem fazer uma lista de obrigações do dia seguinte?

A rotina vai acontecer. A vida não vai parar. Mas, nós estamos fardados a perder. Ônibus, tempo, paciência, sonhos, pessoas. E só nos damos conta de que as coisas que achamos que sempre estará lá nos esperando não estarão em um momento inesperado e nós não estamos condicionados a isso.

É aí que entra a esperança. Nesses momentos nós não sabíamos que precisávamos dela e lá está ela, uma faisquinha tentando brilhar em nossa confusão. Tentando nos mostrar a jornada a nossa frente, vai ser turbulenta, cheia de buracos e bloqueios e embustes, mas se você for um pouco forte, um pouco resiliente, você conseguirá chegar lá. Lá onde você nem sabe que precisa estar, mas quando chegar, você sentirá que estava buscando por esse lugar a sua vida inteira e só precisou desligar de seu sistema a ideia de viver o agora como se o amanhã fosse uma certeza, quando deveríamos nos condicionar a viver sem ter a esperança de que o amanhã virá, mas a espera de que ele venha e você possa continuar. A vida tem dessas, certo? Você acredita que tem todo o tempo do mundo, até que um dia você se dá conta de sua mortalidade e percebe que por um triz você poderia não ter esse botão de continuar liberado em sua vida... E tem tanto nesse mundo pelo que continuar.

Então, deixe a esperança ser parte da sua vida, mesmo que por ora pareça uma péssima ideia entregar algo tão precioso como seu futuro nas mãos de alguém que parece tão imprudente. Mesmo que você esteja soterrado pela ideia da tolice por trás de esperar algo acontecer enquanto você está tão longe de alcançar. Mesmo que você ache que ter esperança vá te levar a lugar algum, por simplesmente acreditar que é inútil. Nada é inútil. A esperança nada mais é do que ter algo pelo que ter expectativa. E existe tanto pelo que esperar... Esperar pelo sol raiar. Pela água descer pelo meio fio enquanto cai um temporal daqueles. Pelo choro de um bebê após deixar a barriga protetora de sua mãe. A primeira vez que você chega a uma nova cidade. Quando o seu filhote sentir-se seguro com você a ponto de aninhar em seu colo. Esperar por algo que não sabe nomear, mas que quando acontecer, sua vida inteira mudará de um modo que só acontece nos filmes românticos de Hollywood. Chegou a sua hora de ser a protagonista de sua história. E eu mal posso esperar por isso.



por Bárbara Herdy

Nenhum comentário:

Postar um comentário