Ms Book Worm #2 | Garota Apaixonada em Apuros, de Carolina Estrella

Título: Garota Apaixonada em Apuros 
Autor(a): Carolina Estrella
Lançamento: 2011
Páginas:  132
Editora:  Matrix
Edição:
Sinopse:  Uma história de amor entre dois adolescentes, Gabi e Nelson que estão apaixonados um pelo outro, mas não dão o braço a torcer para ficarem juntos. Entre confusões e apuros Gabriela conta a aventura mais emocionante de sua vida : A conquista de seu primeiro amor e os desafios que enfrentou com as amigas para fazer com que Nelson se tornasse seu namorado.



Para todas as garotas apaixonadas ...


Como a própria autora, Carolina Estrella já disse, “Garota Apaixonada em Apuros” é uma série para adolescentes com seus 12 anos. Não discordo, acho essencial que um pré adolescente tenha em posses esse livro, contudo acredito que ele não vá abrir os olhos para o mundo, que é pequeno e com idéias suprimidas para ele, como abriu para mim. Como assim, Bárbara? Um adolescente segue um rebanho de idéias, está moldando sua personalidade e os erros que Gabi, adolescente, comete são erros que todos devem cometer com essa idade, por que são essas atitudes que irão moldar suas personalidades.  Achei interessantíssimo ler com os meus 22 anos um livro com tal temática, tão verdadeira e marcante, o livro me tocou e despertou não apenas lembranças, mas me mostrou como fui idiota em certas situações de minha vida por causa de um garotinho qualquer, do mesmo modo que a Gabi do futuro, destaca em alguns trechos do livro.

Sobre o livro, é uma leitura fácil e dinâmica, então quando você menos espera, o livro acabou; o que para mim, uma devoradora de livros 625 páginas, causa uma depressão profunda. 

Carol utiliza de uma linguagem simples , e usa de um recurso interessante, em certas passagens do livro a protagonista insere pensamentos de sua eu do futuro, o que não só nos dá uma idéia do que acontece no futuro da história como também é um ótimo recurso para ativar a mente do leitor para lembranças de sua adolescência, comentarei mais sobre isso para a frente.

A capa é simples, mas bem chamativa e fofa,  me lembrou muito o conceito de arte utilizado no livro “O Diário de Bridget Jones”, com elementos femininos em destaques.  Outro detalhe que gostei muito foi à diagramação, principalmente quando são destacados cartas, e-mails, bilhetes, ... o que atrai a atenção. Li em uma resenha do Skoob, do blog Leitora Viciada, algo que também chamou a minha atenção e vou destacar: cada capítulo possuí um título com um desenho que representa bem o capítulo.


Sobre os personagens, é difícil criar um vinculo com eles, já que temos uma relação mais direta com Gabi, Nelson e Pedro, não é que os outros personagens não aparecem, só que eu não senti uma conexão entre eles, os personagens mencionados acima são apresentados, suas principais características expostas e eu acabei me afeiçoando, agora os outros sempre apareciam rapidamente, como a história pedia. Não estou dizendo que isso prejudica a história, eu que não aprecio muito isso numa história, mas nesse livro, isso funciona.

O enredo é simples e muito explorado em milhões de livros na nossa literatura e internacional, logo não posso dizer que é um tema original, contudo eu fui tocada por esse livro,  se você está na minha faixa etária ou até mesmo mais avançada e lê esse livro, você será tocado, porquê a linguagem da Carol te desperta para isso, principalmente quando o recurso dos pensamento da Gabi do futuro surgem na história, então para mim, essa história se torna única e original, já que sempre irei olhar para o livro e pensar: Eu entendo a Gabi.

Acredito que é um livro que todo jovem deveria ler, tanto garotas quanto garotos, já que é curioso notar como Gabi age apaixonada, como ela age em relação a esse amor e seu relacionamento com a família e os amigos, tudo muito perto da realidade. E Nelson gente? Toda garota já teve (infelizmente) um Nelson em sua vida, e alguns garotos já foram eles, por isso acho interessante os garotos lerem para eles não cometerem e/ou repetirem tal atitude. 

De todos os personagens, Nelson foi exatamente o que menos gostei, não só por ele ser quem ele é na história – um idiota – mas por que ele faz a protagonista passar por situações dolorosas, que óbvio irão fortalecê-la em seu futuro, mas que ela poderia não ter passado se não tivesse sido mordida pelo bichinho da paixão. 

Sim, sou do pessoal que não gostou do fim da história, não estou falando dos breves contos intitulados “Apuros ...” e sim, do fim. Eu iria gostar muito mais se o fim tivesse sido de uma outra maneira que eu pensei, mas Carol seguiu a história por outro caminho, e não considero ruim, só não me agradou, não entrarei em detalhes ou se não darei muito spoilers, contudo a atitude de um personagem, que se apresentou de um modo e do nada virou uma outra coisa, foi grande causador desse fim, que ao meu ver, não foi bacana, enfim ... Eu não gostei, mas outra pessoa deve ter gostado, e é isso que move um livro.

Eu tive o prazer de conhecer a Carol - e suas amigas do “Entre Linhas e Letras” - em um encontro literário e nele ela comentou o seguinte, que vários leitores pediram que ela desse mais espaço para as amigas de Gabi, caso ela fizesse uma continuação, e realmente, como livro é muito pequenininho (gente, tem só 132 páginas, eu li em meia hora e reli no dia seguinte) o foco é apenas no romance de Gabi e no seu crescimento pessoal, as amigas e familiares da protagonista são apenas uma base, recurso preocupante para um romance, já que acontece essa situação de que esses personagens acabam se tornando apenas elementos para desenvolver algo e não personagens em si, com suas próprias histórias, mas como o livro tem o papel de ser dinâmico e alcançar determinada faixa etária, é entendido o porquê disso ocorrer nessa história, agora num livro com outra estrutura e outro público ISSO deve ser observado com muito cuidado.

Eu, como esses leitores curiosos, também quero saber mais sobre as amigas de Gabi , e terei a chance em “Garota Apaixonada em Férias” que estou ansiosa para ler.
Recomendo esse livro para todos os amantes de infanto juvenis, vocês irão amar essa leitura que é dinâmica, simples, tocante para um velho de coração mole como eu e viciante, porquê você vai querer saber o que irá acontecer com Gabi e suas amiguinhas. É sério, vai mesmo.


Ideia para a Carol: Que tal um livro da Gabi e suas amigas com os seus 22,23 anos de idade, hein? Eu ia amar, garanto que um monte de leitoras viciadas como eu também :)






Um comentário:

  1. Adorei a resenha! Adorei a ideia! Adorei tudo! :) auauah

    beijos,

    Carol*

    ResponderExcluir

Bárbara Herdy 2008 - 2014. Tecnologia do Blogger.